23.1 C
São Paulo
29 de junho de 2022, 7:57
Publicidade
InícioNotíciasBullying, o mal que pode ser evitado

Bullying, o mal que pode ser evitado

Quando falamos em bullying, pensamos logo em crianças que têm condutas não muito amigáveis com seus amiguinhos ou colegas e quase sempre não damos muita importância para o que realmente possa estar direcionando essas crianças para terem tais atitudes.
Não podemos culpar as instituições, nem profissionais, nem os responsáveis por não terem percebido antes as consequências ocorridas pelo bullying e nem como lidar com ele,pois em muitos casos colocar apelidos em alguém ou fazer piadas para muitos seria normal ou apenas uma simples brincadeira, embora para alguns possa trazer transtornos irreparáveis.
Devemos, então, considerar que o bullying não é bom, porque geralmente seu sentido é de intimidação, ameaça, opressão. O bullying é covarde por ser praticado muitas das vezes por indivíduos que querem se sobrepor a alguém tido como mais frágil, que não ” reaja a tais ameaças”com repetidas e repetidas variáveis de crueldade.
É preciso ter muito cuidado e cautela com o método usado para tratar o bullying, investigar com bastante responsabilidade suas causas, seus autores, os ativos e passivos, considerar que por trás dele pode ter algo mais profundo e problemático acontecendo.
Gosto muito da Dra Ana Beatriz Barbosa Silva, psiquiatra, escritora que pontua muito bem problemas de comportamentos humanos como depressão, estresse, anorexia, bulimia, TDAH, autismo, compulsões e vários outros que podem ser evitados e tratados. Ela é autora de livros como Mentes Perigosas e Bullying e Mentes Perigosas nas escolas.
Há casos extremos de crianças que sofreram bullying e, mesmo fazendo tratamentos com profissionais especializados, adquiriram transtornos psicológicos irreversíveis e não conseguiram se recuperar, nem se fortalecer para viver normalmente em sociedade.Vi um caso em que a uma criança que sofria de bullying em uma escola renomada de São Paulo reagiu de uma forma agressiva ateando fogo no rosto da criança que praticava bullying, então, neste caso. além do estresse sofrido o grau do sofrimento que independe da classe social, chegou no nível insuportável a ponto da agredida se tornar agressora. Não se pode ignorar que crianças que cometem bullying podem ser processadas, inclusive, criminalmente e, neste caso quem responderá são seus responsáveis legais.

Então, me perguntaram: como identificar e evitar o bullying?

Identificar o bullying requer confiabilidade, quase sempre a criança não conta aos pais ou responsáveis o que está acontecendo por medo da atitude que possam tomar, então é preciso ter bastante conversa aberta, amizade, interesse diante do que os filhos estão fazendo nas escolas, falar com os professores, psicólogos, observar bem se a criança tem tido atitudes incomuns, se ficou agressiva de repente, sem vontade de ir para à escola, com baixa auto estima, insônia, ansiedade, medo de sair de casa, baixo rendimento escolar etc. Vários são os sinais os quais devemos dar atenção pois quanto mais cedo descoberta a causa mais fácil a recuperação e sucesso no tratamento. Evitar o bullying pode parecer difícil, mas não é impossível! É importante lembrar que as crianças são como “esponjas” e muitas de suas atitudes serão imitadas pelo que presenciam. Palestras nas escolas e trabalhos como teatro interativo reunindo escola, alunos e responsáveis podem ser de grande valia.
Finalizo dizendo que, como adultos, devemos começar dando bons exemplos, gosto bastante do exercício de nos colocarmos no lugar do outro, mostrar que” o diferente” sente o que sentimos, certo que há o fato da índole, mesmo assim, é possível ajudarmos esses pequenos a entenderem que ser bom é bom.

Na edição anterior da Giro Morumbi, falei sobre o bullying e como lidar com esse mal nas escolas, a Giro Morumbi está de parabéns por dar importância aos seus leitores sendo pioneira no nosso bairro em abrir espaço para falarmos de assuntos diferenciados.

Palestras e contato adridutrapsico@gmail.com

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais populares

- Publicidade -